Pecados e virtudes IV

Continuação do post anterior.

 

Livres dos Fardos Religiosos

 

Muitos pregadores vivem falando apenas de drogas, adultério, idolatria, bebedice e mais algumas coisas, como se pecado fosse um listinha de erros. Mas é difícil criar uma lista de preceitos, estabelecendo o que a pessoa pode ou não pode fazer. É difícil, porque uma atitude, para ser pecado, vai depender do propósito, do tempo, do lugar, da pessoa, da medida e do modo. Muitas atitudes podem ser ou não ser pecado, dependendo desses fatores. Por isso, é praticamente impossível citar todos os erros da face da terra. Mas podemos classifica-los em alguns grupos principais.

 

 

image

Descrição: Os erros são muitos. Data: Julho/2014. Autor: Maralvestos. Licença CC BY-SA.

 

Classes de erros ou pecados.  Os nossos erros ou pecados podem ser classificados de acordo com as nossas necessidades. Assim temos erros mentais, fisiológicos, ambientais, tecnológicos, sociais, comerciais, recreativos, sexuais, conjugais e religiosos. Cada erro que cometemos se encaixa em uma ou mais dessas áreas.

 

Erros ou pecados

Exemplos

Mentais

Ignorância, desinformação, imaturidade, ingenuidade, estupidez, ambição, obstinação, irreflexão, imprudência, afobação, irresistência, desobediência, engano, ilusão, ressentimento, preocupação...

Fisiológicos

Sedentarismo, glutonaria, bebedice, drogas, falta de segurança, desnutrição, uso abusivo de medicamentos, automedicação, excesso de vaidade, excesso de trabalho, falta de descanso e lazer, falta de prevenção, uso abusivo de produtos químicos...

Ambientais

Poluição do ar, poluição das águas, desmatamento, extinção de espécies, queimadas, destruição de matas ciliares, caça e pesca descontrolada, maus tratos de animais, biopirataria, destruição do solo, desencadeamento de erosões, provocação de assoreamentos, uso de produtos não biodegradáveis...

Tecnológicos

Superprodução, poluição tecnológica, danos tecnológicos, concentração tecnológica, tecnologias insustentáveis, tecnologias que causam danos ambientais e sociais...

Sociais

Egoísmo, inveja, desrespeito, soberba, desprezo, zombaria, humilhação, inimizade, intriga, calúnia, difamação, injúria, maldição, intolerância, perseguição, xenofobia, preconceito, ódio, insolidariedade, discriminação, dominação, escravização, racismo, desamor, imisericórdia, abandono, omissão, injustiça, impaciência, desonestidade, brutalidade, arrogância, violência, exploração, violação de direitos, engano, charlatanismo, constrangimento, roubo, homicídio, e centenas de outros males.

Comerciais

Opulência, ganância, avareza, fraude, oportunismo, abuso de poder econômico, consumismo, concorrência desleal, monopólio, cartel, sabotagem, publicidade abusiva, desperdício, endividamento, calote, concentração de rendas, desigualdade social, trabalho infantil, nepotismo, excesso de trabalho, superfaturamento, suborno, produção e tráfico de drogas, falsificação...

Recreativos

Trotes, zombaria, poluição sonora, bebedice, glutonaria, falta ou excesso de divertimento, entretenimentos que estimulam a violência, entretenimentos que causam danos sociais e ambientais, artes que fazem apologia às coisas erradas, sadismo ou prazer com o sofrimento alheio, chacotas, desordens, exibicionismo...

Sexuais e conjugais

Abuso sexual, pedofilia sexual, necrofilia, zoofilia, incesto, comercialização do sexo, prostituição, tráfico de mulheres, celibato forçado, infidelidade, adultério, tabu, estupro, mutilação, sadismo ou prazer sexual com atos de violência, abandono de filhos, sensualidade, assédio, intolerância, ciúme, agressões domésticas, crime passional...

Religiosos

Dominação, ritualismo, idolatria, antropolatria, legalismo, falsidade, flagelação, santimônia, orgulho, hipocrisia, abuso da fé, crendice, preconceito, ódio, discriminação, intolerância, partidarismo, vilipêndio, injúria, blasfêmia, profanação, deboche, irreverência, perseguição, fanatismo...

 

 

Como podemos ver, é impossível criar uma lista de preceitos, para controlar a vida de quem quer que seja. Cada pessoa precisa adquirir consciência para entender o que deve e o que não deve ser feito, quando e onde, essa ou aquela atitude deve ser praticada ou evitada, qual a medida de certas ações e assim por diante.

 

Classes de virtudes. Da mesma forma, nossas virtudes podem ser classificadas como mentais, fisiológicas, ambientais, tecnológicas, sociais, comerciais, recreativas, sexuais, conjugais e religiosas. Exemplos:

 

Virtudes

Exemplos

Mentais

Fé, sabedoria, arrependimento, perdão...

Fisiológicas

Atividades físicas, boa alimentação, segurança...

Ambientais

Preservação, reflorestamento, despoluição...

Tecnológicas

Uso de tecnologias para proteção do meio ambiente, para ajudar pessoas, para melhorar a nossa saúde...

Sociais

Amizade, tolerância, solidariedade, respeito...

Comerciais

Preços justos, pagamento das dívidas, comércio de produtos e serviços bons...

Recreativas

Diversões saudáveis e edificantes...

Sexuais e conjugais

Respeito sexual, fuga do adultério, combate à pedofilia...

Religiosas

Reverência, tolerância religiosa, liberdade religiosa...

 

São apenas alguns poucos exemplos. Há muitos pecados e muitas virtudes nas diversas áreas da vida. Como vimos anteriormente, uma ação, para ser considerada como um pecado ou uma virtude, vai depender de vários fatores como: o propósito dela, quando ela será realizada, o lugar em que ela será praticada ou a pessoa com quem ela será feita, a medida ou intensidade dela e o modo como ela será posto em execução. Por isso, precisamos sempre usar o bom senso para podermos administrar todas as nossas ações. Precisamos agir sempre com sabedoria, para não sairmos do caminho certo. Não podemos agir baseados em modismos, tradições e regras religiosas. Liturgias, rituais e preceitos não vão nos ajudar em nada. Precisamos sempre de sensatez e direção espiritual.

 

Continuaremos no próximo post.

 

Autor: Maralvestos Tovesmar. Este texto está disponível nos termos da licença CC BY-NC-ND. Pode ser copiado e distribuído, juntamente com essa informação final, mas não pode ser modificado e nem comercializado. Data: 2014. Veja outras mensagens em http://livresdosfardosreligiosos.blogspot.com.br