Guerras religiosas (parte X)

 

Continuação do post anterior

 

Livres dos Fardos Religiosos

 

Observe, nessa outra tabela, as nações e grupos participantes das principais guerras do mundo entre o ano 2000 ao e 2011. O cristianismo, mais uma vez, ocupa o primeiríssimo lugar.

 

Principais guerras no mundo entre o ano 1900 e 2011

Legenda

Vermelho: nações e grupos ligados ao judaísmo e ao cristianismo tradicional.

Rosa: nações e grupos ligados ao islã.

Verde: nações e grupos ligados a outras religiões.

Guerra

Data

Nações ou facções envolvidas nos dois lados

       1.      Guerra Russo-Japonesa

1904 - 1905

       1.      Império Japonês

       2.      Império Russo

       3.      Principado de Montenegro

       2.      Guerra dos Balcãs

1912 - 1913

Liga Balcânica:

       4.      Reino da Bulgária

       5.      Reino da Grécia

       6.      Reino da Sérvia

       7.      Reino do Montenegro

       8.      Império Turco-Otomano

       3.      Guerra do Contestado

1912 - 1916

       9.      Governo do Brasil

     10.     Rebeldes

       4.      Primeira Guerra Mundial

1914 - 1918

Tríplice Entente:

     11.     Sérvia

     12.     Império Russo (até 1917)

     13.     França

     14.     Império Britânico

     15.     Portugal

     16.     Itália (a partir de 1915)

     17.     Estados Unidos (a partir de 1917)

     18.     Japão

e outros

Tríplice Aliança:

     19.     Império Alemão

     20.     Império Austro-Húngaro

     21.     Bulgária

     22.     Itália (até 1915, porém neutra)

     23.     Império Turco-Otomano

       5.      Guerra Civil Russa

1918 - 1922

     24.     República Socialista Federativa Soviética Russa

     25.     Exército Vermelho

     26.     República Socialista Soviética da Ucrânia

     27.     Exército Branco

     28.     Impérios Centrais (1917–1918):

     29.     Império Austro-Húngaro

     30.     Império Turco-Otomano

     31.     Império Alemão

Intervenção Aliada:

     32.     Império Japonês

     33.     Checoslováquia

     34.     Grécia

     35.     Estados Unidos

     36.     Canadá

     37.     Sérvia

     38.     Reino da Romênia

     39.     Reino Unido

     40.     França

     41.     Reino da Itália

     42.     Estónia

     43.     Letônia

     44.     Lituânia

     45.     Polônia

       6.      Guerra do Chaco

1932 - 1935

     46.     Paraguai

     47.     Bolívia

       7.      Guerra Civil Espanhola

1936 - 1939

     48.     Espanha Nacionalista

     49.     Itália

     50.     Alemanha

     51.     Portugal

     52.     Segunda República Espanhola

     53.     União das Repúblicas Socialistas Soviéticas

     54.     Brigadas Internacionais

     55.     México

       8.      Segunda Guerra Mundial

1939 - 1945

Aliados:

     56.     União das Repúblicas Socialistas Soviéticas

     57.     Estados Unidos

     58.     Reino Unido

     59.     França Livre

     60.     Canadá

     61.     Kuomintang

     62.     Partido Comunista da China

     63.     Brasil

e outros

Eixo:

     64.     Alemanha

     65.     Itália

     66.     Japão

e outros

       9.      Guerra de 41

1941

     67.     Equador

     68.     Peru

     10.     Primeira Guerra da Indochina

1946 - 1954

     69.     Indochina Francesa

     70.     Viet Minh

     71.     União da França:

     72.     França

     73.     Estado do Vietnã

     74.     Camboja

     75.     Reino de Laos

     11.     Guerra Fria

1948 - 1989

Capitalistas:

     76.     Estados Unidos

     77.     Organização do Tratado do Atlântico Norte

     78.     Japão

     79.     Coréia do Sul

     80.     América Latina

     81.     África do Sul

     82.     União das Repúblicas Socialistas Soviéticas

     83.     Europa Oriental

     84.     República Popular da China

     85.     Cuba

     86.     Vietname

     87.     Coréia do Norte

     88.     Angola

     12.     Primeira Guerra Caxemira

1948 - 1949

     89.     Índia

     90.     Paquistão

     13.     Guerra da Coréia

1950 - 1953

     91.     Nações Unidas:

     92.     Coréia do Sul

     93.     Austrália

     94.     Bélgica

     95.     Canadá

     96.     Colômbia

     97.     Império Etíope

     98.     França

     99.     Grécia

    100.    Luxemburgo

    101.    Índias Orientais Holandesas

    102.    Nova Zelândia

    103.    Filipinas

    104.    África do Sul

    105.    Tailândia

    106.    Turquia

    107.    Reino Unido

    108.    Estados Unidos

Suporte Naval e Militar (Servições/Reparos):

    109.    Japão

Forças Comunistas:

    110.    Coréia do Norte

    111.    República Popular da China

    112.    União Soviética

     14.     Guerra da Argélia

1954 - 1962

    113.    FLN

    114.    França

     15.     Guerra do Suez

1956

    115.    Israel

Apoiadores:

    116.    Reino Unido

    117.    França

    118.    Egito

     16.     Guerra Colonial Portuguesa

1961 - 1975

    119.    Angola (1961-1974):

    120.    MPLA

    121.    UNITA

    122.    FNLA

    123.    Guiné-Bissau:

    124.    PAIGC

    125.    Moçambique:

    126.    FRELIMO

    127.    Portugal

     17.     Guerra de Independência de Angola

1961 - 1975

    128.    MPLA

    129.    UNITA

    130.    FNLA

    131.    Portugal

    132.    África do Sul

     18.     Guerra de Independência da Eritreia

1961 - 1991

    133.    Eritreia

    134.    Etiópia

     19.     Guerra de Independência da Guiné-Bissau

1963 - 1974

    135.    PAIGC

    136.    Portugal

     20.     Guerra da Independência de Moçambique

1964 - 1975

    137.    FRELIMO

    138.    Portugal

     21.     Guerra do Vietnã

1964 - 1973

    139.    Vietnã do Sul

    140.    Estados Unidos

    141.    Coréia do Sul

    142.    Austrália

    143.    Nova Zelândia

    144.    Vietnã do Norte

    145.    Vietcong

    146.    China

    147.    Coréia do Norte

     22.     Guerra Civil na Colômbia

1964 - presente

    148.    Paramilitares da  Colômbia:

    149.    Aliança Americana Anticomunista

    150.    Autodefesas Unidas da Colômbia

    151.    CONVIVIR

    152.    Águas Negras

_______________

    153.    Governo da Colômbia:

    154.    Armada de Colômbia

    155.    Armada Nacional Colombiana

    156.    Força Aérea Colombiana

    157.    Polícia Nacional da Colômbia

    158.    CONVIVIR

    159.    Guerrilhas Colombianas:

    160.    Movimento 19 de Abril

    161.    Exército Popular de Libertação

    162.    FARC

    163.    ELN

    164.    Movimento Camponês dos Trabalhadores Estudantil

    165.    Coordenada Guerrilha de Simón Bolívar

     23.     Segunda Guerra Caxemira

1965

    166.    Índia

    167.    Paquistão

     24.     Guerra da Independência da Namíbia

1966 - 1988

    168.    SWAPO

    169.    África do Sul

     25.     Guerra dos Seis Dias

1967

    170.    Israel

    171.    Egito

    172.    Síria

    173.    Jordânia

    174.    Iraque

Apoiantes:

    175.    Kuwait

    176.    Arábia Saudita

    177.    Argélia

    178.    Sudão

     26.     Guerra do Futebol
(Guerra das 100 horas)

1969

    179.    El Salvador

    180.    Honduras

     27.     Guerra de Bangladesh

1971

    181.    Índia

    182.    Paquistão

     28.     Guerra do Yom Kipur

1973 - 1973

    183.    Israel

    184.    Egito

    185.    Síria

    186.    Iraque

     29.     Ocupação soviética do Afeganistão

1979 - 1989

    187.    República Democrática do Afeganistão

    188.    União Soviética

    189.    Mujahidin

     30.     Guerra Irã-Iraque

1980 - 1988

    190.    Iraque

Apoiantes:

    191.    Estados Unidos

    192.    Arábia Saudita

    193.    Irã

Apoiantes:

    194.    União Soviética

    195.    Síria

    196.    Líbia

     31.     Guerra das Malvinas (Falklands)

1982 - 1982

    197.    Reino Unido

    198.    Argentina

     32.     Primeira Guerra do Líbano

1982

    199.    Israel

    200.    Líbano

     33.     Guerra de Nagorno-Karabakh

1988 - 1994

    201.    República de Nagorno-Karabakh

    202.    República do Azerbaijão

     34.     Guerra do Golfo

1990 - 1991

    203.    Estados Unidos

    204.    Arábia Saudita

    205.    Reino Unido

    206.    França

    207.    Egito

    208.    Iraque

     35.     Primeira Guerra da Chechênia

1994 - 1997

    209.    Rússia

    210.    Chechênia

     36.     Guerra do Cenepa

1995

    211.    Equador

    212.    Peru

     37.     Guerra do Kosovo

1996) - (1999

    213.    Iugoslávia

    214.    Guerrilha separatista étnica albanesa

     38.     Guerra Etíope-Eritrea

1998 - 2000

    215.    Eritreia

    216.    Etiópia

     39.     Guerra de Kargil

1999

    217.    Índia

    218.    Paquistão

     40.     Guerra do Kosovo

1999

    219.    OTAN

    220.    Iugoslávia

     41.     Segunda Guerra da Chechênia

1999 - presente

    221.    Rússia

    222.    Chechênia

     42.     Invasão Afegã pelos Estados Unidos

2001 - Presente

    223.    Estados Unidos

    224.    Afeganistão

     43.     Guerra do Iraque

2003 - 2011

    225.    Estados Unidos

    226.    Reino Unido

    227.    Espanha (até 2004)

    228.    Itália

    229.    Novo Exército Iraquiano

    230.    Curdistão Iraquiano

    231.    Polônia

e outros

    232.    Iraque Baathista

    233.    Lealistas do Partido Baath

    234.    al-Qaeda no Iraque

     44.     Segunda Guerra do Líbano

2006

    235.    Israel

    236.    Hizbollah

    237.    Partido Comunista Libanês

    238.    Amal

    239.    Frente Popular para a Libertação da Palestina - Comando Geral

     45.     Guerra na Ossétia do Sul

2008

    240.    Ossétia do Sul

apoiado por:

    241.    Rússia

    242.    Geórgia

     46.     Operação Chumbo Fundido

2008 - 2009

    243.    Israel

apoiado por:

    244.    Estados Unidos

    245.    Hamas - Faixa de Gaza

     47.     Operação Odisseia ao Amanhecer

2011

    246.    Conselho Nacional de Transição (CNT)

apoiados por:

    247.    Estados Unidos

    248.    Canadá

    249.    Reino Unido

    250.    Itália

    251.    França

    252.    Dinamarca

    253.    Bélgica

    254.    Suécia

    255.    Catar

    256.    Espanha

    257.    Noruega

    258.    Emirados Árabes Unidos

    259.    Países Baixos

    260.    Líbia

 

Descrição: Lista de guerras. Data: maio/2014. Autor: Maralvestos. Derivada da lista de guerras da Wikipédia. Licença CC BY-SA.

 

Total de Guerras nesta tabela: 47.

 

    Primeiro lugar: Total de guerras envolvendo Israel e nações, e grupos rotulados de cristãos: 43 = 91,48%

    Segundo lugar: Total de guerras envolvendo nações e grupos islâmicos: 20 = 42,55%.

    Terceiro lugar: Total de guerras envolvendo nações e grupos de outras religiões: 13 = 27,65%.

 

Obs.: Várias guerras islâmicas e de outras religiões envolveram Israel e nações e grupos ditos cristãos. Nesta tabela, temos apenas quatro guerras totalmente fora do cristianismo, envolvendo o Paquistão, ligado ao islã e a Índia, onde predomina o hinduísmo. 4 = 8,51%

 

Total de vezes em que as diversas nações e grupos aparecem nesta tabela: 260.

 

    Primeiro lugar: Israel e nações, e grupos rotulados de cristãos, que aparecem 188 vezes = 72,30%.

    Segundo lugar: nações e grupos islâmicos, que aparecem 46 vezes = 17,69%.

    Terceiro lugar: nações e grupos ligados a outras religiões, que aparecem 26 vezes = 10%.

 

As tabelas acima mostram as principais guerras. Mas ainda aconteceram muitos outros conflitos, principalmente no Ocidente, no mundo dito cristão. [1], [2], [3], [4], [5], [6], [7], [8], [9]

 

Resumindo as três tabelas juntas, do ano 1000 ao ano 2011, temos 117 guerras.

 

    Primeiro lugar: Israel e nações, e grupos rotulados de cristãos: 109 = 93,16%

    Segundo lugar: nações e grupos islâmicos: 29 = 24,78%.

    Terceiro lugar: nações e grupos de outras religiões: 25 = 21,36%.

 

Obs.: O total de guerras envolvendo apenas nações e grupos islâmicos e nações e grupos de outras religiões foram apenas 8 = 6,77 %

 

Total de vezes em que as diversas nações e grupos aparecem nas três tabelas: 581.

 

    Primeiro lugar: Israel e nações, e grupos rotulados de cristãos, que aparecem 484 vezes = 83,30%.

    Segundo lugar: nações e grupos islâmicos, que aparecem 56 vezes= 9,63 %.

    Terceiro lugar: nações e grupos ligados a outras religiões, que aparecem 44 vezes = 7,57 %.

 

Diante destes números, podemos concluir que as nações e grupos ligados ao cristianismo tradicional, lamentavelmente, na contramão do verdadeiro evangelho de Jesus Cristo, foram os responsáveis pela maioria das guerras do mundo. Talvez tenham sido influenciados pelas guerras santas do Antigo Testamento. O islã ficou bem atrás, derrubando o mito que diz que ele é uma religião amante da guerra. Tirando o belicismo dos grupos radicais islâmicos, em números, essa religião está numa posição bem mais pacífica. E as demais religiões consideradas pagãs, juntas, tiveram a menor participação nos últimos conflitos mundiais a partir da Idade Média.

 

Pergunta: como essas igrejas tradicionais, com esse péssimo testemunho, conseguirão evangelizar o mundo?

 

Não estou defendendo nenhuma religião diferente. Todavia, podemos afirmar que as diversas religiões do mundo, por muitos, consideradas como diabólicas, na verdade, em termos de guerra, nesses últimos tempos, deram um testemunho muito mais brilhante.

 

Jesus propôs a paz, no entanto, os cristãos promoveram as principais guerras da história. Que grande contradição! Que hipocrisia enorme! Quanto sangue derramado! Quantas vidas perdidas. [10] Quantas pessoas mutiladas!  Quantas mães perderam filhos. Milhões de jovens que amavam os Beatles e os Rolling Stones se foram. [11] Enquanto John Lennon cantava “Imagine” no Ocidente, metralhadores ocidentais, nas mãos de católicos e protestantes, matraqueavam rá-tá-tá-tás ensurdecedores no Vietnã. [12], [13]

 

 

clip_image002

Descrição: Explosão no Afeganistão. A imagem é bonita, mas os estragos são trágicos. Data: 19 de fevereiro de 2011. Autor: DVIDSHUB. Fonte. Licença CC BY.

As indústrias bélicas das nações cristãs aperfeiçoaram e criaram diversas armas, equipamentos mortíferos, estratégias e muito mais. [14], [15] Trilhões de dólares já foram gastos com despesas de guerra. Dinheiro que daria para resolver o problema de saúde, educação, moradia e saneamento básico de milhões de pessoas. [16], [17] Grandes danos ambientais foram causados. O agente laranja, por exemplo, utilizado pelo exército americano na Guerra do Vietnã, devastou o ecossistema do país. [18] Milhões de vidas foram trucidadas pelas armas brancas, de fogo, biológicas e químicas. [19], [20] Apenas na Primeira Guerra Mundial, mais de 15 milhões de vidas foram ceifadas. [21], [22] Na segunda Guerra Mundial, mais de 60 milhões de seres humanos perderam a vida. [23] No final da Segunda Guerra Mundial, os EUA, com mais de 80% da população formada por católicos e protestantes, fizeram as cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki derreterem sob os efeitos da bomba atômica. [24] Somente uma enorme coleção de livros daria para descrever todos os horrores do mundo bélico ao longo da história. [25]

 

Os antigos soldados hebreus estavam bem longe da era dos tanques, metralhadoras, canhões, mísseis, aviões, navios, submarinos, bombas... Mas eles, pelo que parece, serviram de inspiração. As nações ditas cristãs deixaram a mensagem de Cristo se perder entre a fumaça e os estrondos. Preferiram matar a ficarem falando de vida.

 

A Igreja tem sido tola em promover ou de ser conivente com tantas guerras. O reino de Deus é universal e eterno e não pode ser tomado por ninguém. Por isso, a missão da Igreja não é defender nenhum território, nem na Terra Santa e nem em outro lugar qualquer. A Igreja tem que guardar, viver e propagar as mensagens originais de Jesus.

 

Os cristãos oram e cantam falando de guerra e paz. Usam as guerras dos hebreus para criarem mensagens que as exaltam. Se um dos mandamentos é não matar, então por que muitos religiosos ainda acreditam em guerra santa? Ficamos perplexos diante de tanta falsidade. Como podemos ter um mundo de paz enquanto muitos que falam de Deus ainda fazem apologia ao uso da guerra?

 

Hoje somos um mundo globalizado e temos diversos meios de comunicação ao nosso alcance. Chegou a hora de deixarmos de lado as nossas ganâncias, as nossas crenças absurdas, o preconceito, o ódio, a discriminação e, através de diálogos e críticas maduras, racionais e construtivas, criar um mundo mais humano, longe das velhas selvagerias, até mesmo daquelas praticadas em nome de Deus.

 

Proteste pacificamente contra qualquer tipo de guerra. Cante uma canção de paz. Pinte uma faixa, uma camiseta. Use a Internet falando contra esse mal. Faça o que puder, mas não mate, não morra, não mutile, não destrua, não faça ninguém chorar... Ninguém... Nem mesmo um judeu. Os judeus merecem o nosso amor e o nosso respeito. Eles não podem ser culpados pelos erros de seus antepassados. Portanto, baixemos as armas, todos nós. Ergamos o verdadeiro estandarte do evangelho da paz. Que esse mundo cheio de igrejas, Bíblias, orações, liturgias, rituais, músicas gospel, jargões... converta-se ao Senhor da paz. Porque não é esse cristianismo bélico que Cristo desejou para o mundo.

 

Autor: Maralvestos Tovesmar. Este texto (não o site inteiro) está disponível nos termos da licença CC BY-NC-ND. Pode ser copiado e distribuído, informando o autor e o link seguinte, mas não pode ser modificado e nem comercializado. Data: 2014. Veja outras mensagens em http://livresdosfardosreligiosos.blogspot.com.br