Translate, traduzir

Dízimo (parte I)

Livres dos Fardos Religiosos

 

A verdade sobre o dízimo que muitos não sabem.

 

O dízimo tem sido um dos temas religiosos mais polêmicos. Mas apesar de ser bastante controverso, muitos ainda insistem em praticá-lo.

 

O dízimo religioso era a décima parte daquilo que as pessoas produziam. Por exemplo: o dízimo de dez bois era um boi, a décima parte. O dízimo de 20 bois = 2 bois, e assim por diante. Era utilizado para a manutenção dos custos relacionados à administração das tarefas religiosas. Havia também o dízimo cobrado como imposto secular pelos reis do passado. [1]

 

 

image

Descrição: Dízimo. Data: Agosto/2012. Autor: Maralvestos. Licença CC BY-SA.

 

 

A cobrança de dízimo foi uma prática muito antiga, utilizada, por exemplo, pelos sumérios, babilônios, persas, gregos, romanos, fenícios, cartagineses, lídios, cananeus, hebreus, egípcios, dentre outros. [2], [3], [4], [5], [6], [7] Um monumento egípcio feito de pedra do ano 380 a.C. fala sobre o dever de dar o dízimo. O escritor grego Heródoto (século V a.C.) relata em, seus escritos, o seguinte: “... exijam de tuas tropas os despojos, sob o pretexto de que é preciso consagrar a décima parte a Júpiter." (Heródoto 1.89.) "A décima parte desses despojos foi destinada aos deuses... Separada a décima parte dos despojos, foi o resto distribuído aos guerreiros, a cada um segundo o seu merecimento... A Pausânias coube também uma décima parte dos despojos, incluindo mulheres, cavalos, dinheiro (talentos), camelos e várias outras preciosidades." (Heródoto 9-80 Calíope.) [8], [9]

 

Praticantes do dízimo

Sumérios

Babilônios

Persas

Fenícios

Cartagineses

Lídios

Egípcios

Cananeus

Hebreus

Gregos

Romanos

etc.

 

Dízimo de Abraão. Em Gênesis 14, podemos ver uma guerra entre os diversos reis da terra de Canaã. Abraão reuniu os seus homens, foram para a batalha e levaram a melhor, trazendo de volta tudo que os inimigos tinham levado. Libertaram o seu sobrinho Ló, que tinha sido levado como prisioneiro, e tudo que era dele. Então, Abraão deu a Melquisedeque, rei e sacerdote de Salém (nome antigo de Jerusalém) o dízimo de tudo o que ele havia recuperado.

 

Dízimo das coisas recuperadas por Abraão

 

 

clip_image004

10% Dízimo

Descrição: Dízimo de Abraão. Data: junho/2013. Autor: Maralvestos. Licença CC BY-SA.

 

Dízimo de Jacó. Em Gênesis 28-20-22, encontramos Jacó fazendo um voto ao Senhor dizendo: “Se Deus for comigo e me guardar nesta viagem que faço, e me der pão para comer, e vestidos para vestir; e eu em paz tornar à casa do meu pai, o Senhor será o meu Deus; e esta pedra que tenho posto por coluna será casa de Deus; e de tudo quanto me deres, certamente te darei o dízimo.” (RC.) [10] Jacó, como podemos ver, sabia da existência desse costume.

 

Dízimo de tudo que Jacó ganharia

 

clip_image002[29]

 

 

clip_image002[30]

 

clip_image002[31]

 

clip_image002[32]

Bois

Ovelhas

Cabras

Etc.

Descrição: Dízimo de Jacó. Data: junho/2013. Autor: Maralvestos. Licença CC BY-SA.

 

Dízimo para os levitas. Moisés tirou o povo de Israel do Egito para conduzi-lo à terra de Canaã. (Êxodo 12.) [11] Essa terra foi distribuída entre doze tribos, formando doze partes. O povo foi contado. E os descendentes de cada um dos filhos de Jacó: Rúben, Simeão, Gade, Judá, Issacar, Zebulom, Benjamim, Dã, Aser, Naftali, menos os descendentes de Levi, e os descendentes dos dois filhos de José: Manasses e Efraim, cada grupo ficou com uma parte. (Números 26.) [12] Para os levitas, que não receberam terras, foram concedidas quarenta e oito cidades, com uma faixa de terra em volta de cada uma delas. (Números 35.1-8; Josué 21) [13] Essa tribo não recebeu propriedades como as demais, porque ela fora escolhida para realizar as atividades religiosas. (Números 3.5-8.) [14] As pessoas dessa tribo que não eram sacerdotes tinham outros afazeres religiosos. (Números 4.) [15] No tempo de Davi, “foram contados os levitas de trinta anos para cima, e o total foi de trinta e oito mil homens. O rei nomeou vinte e quatro mil deles para administrarem a obra da casa do Senhor. Nomeou também seis mil para fazerem a escrita e resolverem os problemas que surgissem. E ainda nomeou quatro mil para serem guardas dos portões e quatro mil para louvarem o SENHOR com os instrumentos que o próprio rei tinha mandado fazer para isso.” (I Crônicas 23.3-5, NTLH.) [16] Todo esse pessoal da tribo de Levi, conforme instituído na lei de Moisés, tinha o direito de receber o dízimo de todas as colheitas e de todo o gado dos demais israelitas. (Números 18.21-24.) [17]

 

A divisão da terra de Canaã

Tribos

Receberam

Tarefa

01. Rúben;

02. Simeão;

03. Gade;

04. Judá;

05. Issacar;

06. Zebulom;

07. Benjamim;

08. Dã;

09. Aser,

10. Naftali;

11. Manasses;

12. Efraim.

Grandes porções de terras

Trabalhos comuns

Tribo de Levi

48 cidades

Trabalhos religiosos

Descrição: Divisão da terra de Canaã. Data: junho/2013. Autor: Maralvestos. Licença CC BY-SA.

 

O povo de Israel devia separar dez por cento das colheitas, tanto de cereais como das frutas e também do gado e do rebanho. (Levítico 27.30 e 32.) [18]

Quando o dono contava os seus animais, o décimo era considerado o dízimo, qualquer que fosse a condição do animal. (Levítico 27.32-33.) [19] Esse dízimo era dado apenas pelos produtores rurais, apesar de haver, no Antigo Testamento, pessoas ligadas a outras atividades como: artesãos, padeiros, carpinteiros, cozinheiros, guardas, pescadores, mestres-de-obras, ourives, mercadores, alfaiates, etc. Não havia dízimo em forma de dinheiro ou objetos. Ele era entregue em forma de animais e produtos vegetais.  Naquele tempo, apesar de muitos dizerem o contrário, havia dinheiro conforme Deuteronômio 14.24-26. [20] Várias passagens falam do siclo como forma de pagamento. O próprio dizimista podia comprar alguma porção do dízimo pagando o preço por ele marcado mais um quinto. (Levítico 27.31.) [21]. Então, o dízimo bíblico não era em forma de dinheiro, mas de produtos agropecuários. As igrejas fizeram uma adaptação, criando o dízimo em forma de moeda, afinal não acham interessante receberem animais, frutas e cereais nos templos modernos.

 

Para os sacerdotes no templo, eram entregues a massa de pão feita com o primeiro trigo colhido cada ano, as outras ofertas de vinho, de azeite e de todos os tipos de frutas. Mas o dízimo era entregue aos levitas em suas cidades. O dízimo, uma prática comum entre os povos antigos, foi adotado por Moisés para o sustento dos levitas. Era para eles, em suas cidades, que os agropecuaristas deviam entregar dez por cento de suas colheitas e de seus rebanhos. (Neemias 10.37; Números 18:21-24.) [22].

 

Os produtores rurais das doze tribos deviam dar 10% de tudo que a terra produzia...

clip_image002[37]

˜˜˜˜˜˜˜

...para os levitas das 48 cidades

Descrição: Dízimo do povo para os levitas. Data: junho/2013. Autor: Maralvestos. Licença CC BY-SA.

 

Apesar de não existir mais uma tribo de levitas trabalhando exclusivamente na obra de Deus para ser sustentada, muitos ainda insistem em praticar a lei do dízimo. Como não há cidades de levitas para onde o dízimo deveria ser enviado, então, fizeram mais uma adaptação, exigindo que o dízimo seja entregue diretamente nas igrejas-templos.

 

Dízimo para o sumo sacerdote. Do dízimo que os levitas recebiam, eles tinham que tirar dez por cento dos melhores produtos para os sacerdotes, também descendentes da mesma tribo. Era o dízimo dos dízimos. (Números 18.25-32.) [23] Esse dízimo dos dízimos era entregue nos depósitos do templo, pelos levitas. (Neemias 10.38.) [24].

 

Os Levitas retiravam o dízimo dos dízimos (10% do dízimo que recebiam)...

 

clip_image002[39]

... e entregavam para os sacerdotes nos depósitos do templo.

Descrição: Dízimo dos levitas para os sacerdotes. Data: junho/2013. Autor: Maralvestos. Licença CC BY-SA.

 

Não havendo mais levitas, não faz sentido esse dízimo dos dízimos. Como podemos observar, quem entregava o dízimo no templo eram os levitas e não as pessoas comuns. Hoje, segundo a conveniência, tudo é levado para os sacerdotes modernos (pastores) nos templos, hoje chamados de igrejas. Já vi algumas igrejas que arrumaram um jeito de praticar até mesmo o dízimo dos dízimos, mesmo não havendo mais uma tribo de levitas.

 

Dízimo anual festivo. Todos os anos, era separado o dízimo de todas as colheitas. Esse dízimo anual, apenas das colheitas, mais as primeiras crias das vacas e das ovelhas eram levados para o lugar escolhido por Deus, onde o dizimista, com toda a sua família, os seus servos e os levitas de suas cidades faziam uma festa e comiam desses alimentos. (Deuteronômio 14.22-23.) [25] Se o lugar escolhido por Deus fosse muito longe, o dizimista podia vender o dízimo e levar o dinheiro. O dinheiro, todavia, não era para ser entregue para ninguém. Chegando no  local escolhido por Deus, o dizimista devia comprar outros mantimentos para serem comidos na presença do Senhor. (Deuteronômio 14.24-26.) [26] Esse dízimo não era entregue para os levitas e nem para os sacerdotes: era gasto pelo dizimista numa festividade, no lugar escolhido por Deus. O dízimo não era dinheiro, mas produtos como cereais, frutas e animais, então ele era difícil de ser transportado. Então a solução prática era vender os produtos da terra e os animais e comprar outros nas proximidades do local da festa. Por isso, o dízimo podia ser comercializado. Esse dízimo festivo não é visto por ai.

 

 

image

Descrição: Dízimo anual festivo. Data: Agosto/2012. Autor: Maralvestos. Licença CC BY-SA.

 

Dízimo trienal humanitário. De três em três anos, o dízimo das colheitas do mesmo ano devia ser depositado nas cidades, onde as pessoas moravam. Esse alimento servia para alimentar levitas, peregrinos, órfãos e viúvas que moravam na cidade delas. (Deuteronômio 14.27-29 e 26.12.) [27] Observe que esse dízimo também não era levado para o templo, mas era depositado na cidade do dizimista a fim de usado em causas humanitárias. Esse dízimo, que até poderia ser interessante, não é praticado pelas igrejas.

 

 

image

Descrição: Dízimo trienal humanitário. Data: Agosto/2012. Autor: Maralvestos. Licença CC BY-SA.

 

Dízimo para o rei. Nos primeiros tempos, o povo de Israel era guiado por juízes.[28] O último juiz, também sacerdote e profeta, foi Samuel. Quando este já estava velho, o povo lhe pediu um rei para que fosse como as demais nações. Samuel alertou o povo falando das muitas exigências de um rei. Ele falou que o rei poderia realizar a cobrança de dízimo das sementes e das vinhas, para dar aos seus oficiais e aos seus servos, além do dízimo do rebanho. (I Samuel 8.1-17.) [29] Observe que com a escolha de um rei, o povo, além de sustentar os levitas, teria também que sustentar os oficiais e os servos do rei com mais dez por cento. E foi isso que aconteceu. Samuel escolheu Saul para ser o primeiro rei. Após esse, vieram outros reis. E as pessoas entregavam outro dízimo para eles.

 

 

image

Descrição: Dízimo para os reis. Data: Agosto/2012. Autor: Maralvestos. Licença CC BY-SA.

 

Recapitulando: vários povos praticavam o dízimo. Abrão deu dízimo ao sacerdote e rei de Salém, Melquisedeque. Jacó prometeu para Deus dar o dízimo de tudo. Os hebreus davam o dízimo dos produtos agropecuários para os levitas que trabalhavam na obra de Deus. Os levitas davam o dízimo dos dízimos que recebiam para os sacerdotes. Anualmente havia um dízimo destinado a uma festa de confraternização. E trienalmente havia outro dízimo para causas humanitárias. Havia, ainda, o dízimo como imposto para o rei.

 

Continuaremos no próximo post.

 

Autor: Maralvestos Tovesmar. Este texto (não o site inteiro) está disponível nos termos da licença CC BY-NC-ND. Pode ser copiado e distribuído, informando o autor e o link seguinte, mas não pode ser modificado e nem comercializado. Data: 2013. Veja outras mensagens em http://livresdosfardosreligiosos.blogspot.com.br



[3] Dicionário Bíblico Johne D. Davis, página 164, edição de 1978