Translate, traduzir

Templos (parte III)

Continuação do post anterior.

 

Livres dos Fardos Religiosos.

 

O tabernáculo que Moisés mandou fazer era uma tenda ou barraca, também conhecido como tenda da congregação, santuário ou tenda do Testemunho. (Êxodo 26:1; 27:21; 25:8; Números 17:7.) [1]. Foi usado durante vários séculos, cerca de 500 anos, até que, em Jerusalém, foi erguido o primeiro templo de Israel, durante o reinado de Salomão. (I Reis 6.1) [2], [3]

 

O tabernáculo na terra de Canaã. Após a conquista da terra de Canaã, todo o território conquistado foi dividido em doze tribos. (Josué 12.1-6; 14; 15; 16; 17; 18; 19.) [4] E aquela tenda sagrada esteve em alguns lugares estratégicos:

 

·       Siló. Ele foi montado em Siló, na tribo de Efraim. (Josué 18:1; 19:51; 22:09; Salmos 78:60.) [5] Essa cidade ficava ao norte de Betel. (Juízes 21.19.) [6], [7] Ali ele permaneceu por mais de 350 anos, durante o período do juízes. [8], [9].

 

·       Nobe. Um dia, a arca da aliança foi capturada pelos filisteus. (1 Samuel 4; 5; 6) [10]. Logo em seguida, ela foi recuperada, e o tabernáculo, talvez por motivo de segurança, foi transferido para Nobe, na tribo de Benjamim (1 Samuel 21.1-9; 22.9-19.) [11]

 

·       Gibeão. Mais tarde, ele esteve por algum tempo em Gibeão, uma cidade também da tribo de Benjamim. (Josué 18.25; 1 Crônicas 16:39; 21:29, 30.) [12]

 

·       Jerusalém. Davi armou uma nova tenda em Jerusalém para onde levou a arca da aliança. (1 Samuel 6.) [13]. Esse tabernáculo foi usado até que o rei Salomão construiu o templo de alvenaria. (1 Reis 8.1-9.) [14]

 

 

clip_image002

Descrição: Modelo do tabernáculo, como pode ser visto em Israel, no Vale Timna, localizado ao sul de Israel. Data: 02 de abril de 2011. Autor: Ruk7. Fonte. Licença CC BY-SA.

 

Templo de Salomão, o primeiro templo. [15], [16] No século X a.C., por volta do ano 966, o rei Salomão construiu um templo de alvenaria para Deus, em Jerusalém, a fim de substituir o santuário em forma de tenda. [17] Esse templo media vinte e sete metros de comprimento por nove de largura e nove de altura, além das outras construções acessórias. O templo propriamente dito era de 243 metros quadrados aproximadamente, sem considerar as outras partes acessórias e os pátios. [18] Tinha o mesmo esquema do santuário portátil e a estrutura básica dos templos egípcios, porém, com outras medidas e mais outras áreas acessórias como já foi mencionado. Há diversas ilustrações tentando retratar a grandeza desse edifício sagrado. Nem todas são iguais, mas todas podem nos dar uma idéia de como ele era.

 

 

image

Descrição: Modelo do templo de Jerusalém. Data: ? Autor: Jona Lendering. Fonte. Licença CC BY-SA.

 

Veja alguns detalhes dessa obra religiosa.

 

·       Lugar santo. Media dezoito metros de comprimento, nove de largura e nove de altura. Era um espaço de 162 m2. Essa sala foi forrada de madeira de pinho, revestida de ouro, com entalhes de figuras de palmeiras e correntes. A sua porta era de ouro. Foram colocados nesse espaço:

 

·       O altar de incenso;

·       Mesas para os pães oferecidos a Deus (pães da proposição) também de ouro;

·       Dez candelabros de ouro e dez mesas. Foram colocados cinco candelabros em cima de cinco mesas de cada lado do Lugar Santo;

 

 

image

Descrição: Data: Lugar Santo do templo por dentro. 1984. Autor: Jim Padgett. Fonte. Licença CC BY-SA.

 

·       O santo dos Santos (Lugar Santíssimo). Era de nove metros de comprimento, nove de largura e nove de altura. Era uma área de 81 m2. As paredes desse cômodo foram revestidas com mais de vinte mil quilos de ouro. A sua porta também era de ouro. Foi feito uma cortina de linho fino e de fios de lã azul, púrpura e vermelha e bordada com figuras de querubins para ser colocada entre os dois compartimentos. Nesse lugar, havia:

 

·       Dois querubins de madeira folheado de ouro, cada um com asas que mediam dois metros e vinte e cinco centímetros de comprimento, colocados de pé, com o rosto virado para frente;

·       A arca da Aliança, usada como símbolo da presença de Deus.

 

 

image

Descrição: Santo dos Santos do templo por dentro. Data: 1984. Autor: Jim Padgett. Fonte. Licença CC BY-SA.

 

·       Pátio. Foi feito um pátio interno para os sacerdotes, um pátio para os israelitas em geral e outro para os gentios. As portas desses pátios foram revestidas de bronze. No pátio, diante da porta do santuário, foram colocados:

 

·       O altar de sacrifícios feito de bronze, medindo nove metros de comprimento por nove de largura e quatro e meio de altura. Era, pois, de 81 metros quadrados, do tamanho de uma moradia. Era mais alto que uma casa de um pavimento, que mede cerca de três metros de altura.

·       Dez bacias para serem usadas na lavagem de ofertas de animais.

·       Um grande tanque de bronze, arredondado, com dois metros e vinte e cinco de profundidade, quatro metros e meio de diâmetro e treze metros e meio de circunferência e quatro dedos de espessura, para armazenar água para os sacerdotes se lavarem. A parede desse tanque foi decorada com figuras de touros.  Além disso, esse tanque foi apoiado sobre doze touros também de bronze, divididos em quatro grupos de três. Cada grupo virado para um dos quatro lados. Foi colocado no canto sudeste. A sua capacidade era de mais de sessenta mil litros.

 

 

image

Descrição: O pátio com o tanque sobre os 12 bezerros e o altar de sacrifícios.  Data: 1984. Autor: Jim Padgett. Fonte. Licença CC BY-SA.

 

 

·       Objetos diversos. Fizeram ainda diversos objetos: cem vasilhas, flores, lamparinas, tenazes; tesouras de cortar pavios de lamparinas, vasilhas, pratos para o incenso e braseiros, todos de ouro

 

·       Outros detalhes. O templo foi enfeitado com pedras preciosas e ouro. As vigas, as batentes, as paredes e as portas também foram revestidas de ouro. Figuras de querubins foram gravadas nas paredes. Os pregos usados foram dourados com mais de meio quilo de ouro. Em frente ao templo, foram colocadas duas colunas de quinze metros e meio de altura. No alto, cada uma tinha um remate de dois metros e vinte de altura com desenho de correntes entrelaçadas e cem figuras de romãs de bronze. (1 Reis 6; 2 Crônicas 3; 4.) [19]

 

·       Partes acessórias. “Encostados nos lados e nos fundos do Templo, Salomão construiu três andares de salas, cada andar medindo dois metros e vinte centímetros de altura.” (I Reis 6.5, NTLH.) [20] Essas salas de cima também tiveram as paredes revestidas de ouro.  Segundo estudos realizados, havia ainda outros pátios e inúmeros outros aposentos.

 

 

image

Descrição: Plano do templo de Salomão. Data: abril/2013. Autor: Maralvestos. Licença CC BY-SA.

 

 

01.  Muro externo.

02.  Portas do muro externo.

03.  Pátio dos gentios.

04.  Portas para o pátio dos israelitas.

05.  Salas diversas.

06.  Aposentos dos levitas.

07.  Galerias.

08.  Pátio dos israelitas.

09.  Portas para o pátio dos sacerdotes e para o pátio diante do santuário.

10.  Mais salas diversas.

11.  Outra galeria.

12.  Pátio diante do santuário.

13.  Pátio dos sacerdotes.

14.  Altar de sacrifícios.

15.  Tanque.

16.  Mais salas diversas.

17.  Vestíbulo.

18.  Santo Lugar.

19.  Santo dos Santos ou Santíssimo Lugar.

20.  Dez mesas com dez candelabros de ouro.

21.  Mesa com os pães oferecidos a Deus ou pães da proposição.

22.  Altar de incenso.

23.  Querubins de asas abertas.

24. Arca da Aliança.

[21], [22], [23], [24], [25], [26], [27], [28], [29], [30], [31], [32], [33], [34]

 

 

Esse templo permaneceu cerca de 380 anos até a invasão dos babilônios. [35]

 

Continuaremos no próximo post.

 

Autor: Maralvestos Tovesmar. Este texto (não o site inteiro) está disponível nos termos da licença CC BY-NC-ND. Pode ser copiado e distribuído, informando o autor e o link seguinte, mas não pode ser modificado e nem comercializado. Data: 2013. Veja outras mensagens em http://livresdosfardosreligiosos.blogspot.com.br