Impressões religiosas

Livres dos Fardos Religiosos

 

Todos nós já tivemos a impressão de estar vendo ou ouvindo alguma coisa. Isso é normal. Muitas imagens e sons nos lembram coisas bem diferentes da realidade.

 

 

clip_image002[5]

Descrição: São Jorge matando um dragão. Data: 1505. Autor: Rafael. Fonte e licença DP.

 

 

clip_image004[5]

Descrição: Lua quase cheia. Data: 04/05/2012. Autor: wbaiv Bill Abbott. Fonte e licença CC BY-SA.

 

Alguns artistas pintaram a imagem de São Jorge montado a cavalo. [1]. Observando a Lua a olho nu, tem-se a impressão de estar vendo a imagem desse santo pintada pelo artista italiano Rafael. [2]. Por causa disso, algumas pessoas antigas de certa comunidade diziam que São Jorge estava na Lua. Sempre quando alguém pronunciava o nome daquele santo, logo imaginavam a Lua cheia com ele cavalgando.

 

Impressão religiosa é a visão de algum elemento religioso estampado nas coisas. É uma idéia mais ou menos vaga, sem maior fundamento, de alguma coisa ligada à religião. É ver algo e ter a impressão de estar vendo algum elemento sagrado. São Jorge na Lua é um exemplo.

 

Muitas pessoas falam sobre figuras religiosas que aparecem milagrosamente estampadas nas coisas. Porém, tudo não passa de impressão. Todas as imagens percebidas são obscuras. São Jorge na Lua, por exemplo, é apenas uma idéia. Observando a imagem da lua com atenção, percebemos apenas uma sequência de manchas escuras. 

 

Muitas coisas por ai podem sugerir imagens religiosas. No estado do Paraná, no sul do Brasil, temos as formações rochosas do Parque Estadual de Vila Velha. Lá encontramos colunas de rochas esculpidas pela ação do vento e das chuvas ao longo dos anos. Essas colunas, com altura de até vinte metros, se parecem com várias coisas. Tem uma que se parece com uma cabeça de camelo. Outra se assemelha a uma esfinge. Tem uma que nos lembra um cálice –– um objeto religioso usado para a consagração do vinho em cerimônias religiosas. [3].

 

Rochas grandes e pequenas, manchas, fotografias e muitas outras coisas podem nos dar a idéia de algum elemento religioso. Basta usar a imaginação.

 

Lembro-me de uma reportagem mostrando folhas picadas por formigas, lembrando certas imagens religiosas. Li também um relato sobre fotografias contendo coisas misteriosas de caráter religioso. Vi ainda uma matéria sobre uma santa estampada num vidro. Na verdade, era uma mancha que lembrava o formato de uma determinada imagem religiosa. Em todos os casos, tudo era apenas impressão. Nada era nítido. Eram apenas idéias.

 

Não quero, aqui, negar diversos relatos religiosos que existem por ai. Mas podemos dizer que muitos relatos sobre aparições religiosas são meras impressões. Muitas histórias são simples fantasias geradas por certas imagens reais que apenas lembram coisas religiosas. Essa é mais uma fonte de crenças e crendices.

 

Precisamos tomar cuidado com o que vemos e imaginamos. Muitos enganos têm surgido dessa forma pelo mundo afora, ao longo dos tempos. Muitos estão seguindo crenças enganosas a partir de meras impressões. Por isso, sempre digo: precisamos ter bom senso.

 

Autor: Maralvestos Tovesmar. Este texto está disponível nos termos da licença CC BY-NC-ND. Pode ser copiado e distribuído, informando o autor e o link seguinte, mas não pode ser modificado e nem comercializado. Data: 2013. Veja outras mensagens em http://livresdosfardosreligiosos.blogspot.com.br